BIOMA . news — As últimas notícias dos ecossistemas alimentares

29/09/2019

Destaque.

Negócios pela Biodiversidade: One Planet Business for Biodiversity
No último dia 19 grandes corporações como a Danone e Nestlé anunciaram fazer parte da coalizão de empresas do setor público e privado denominada One Planet Business for Biodiversity (OP2B). Apesar de a proteção da biodiversidade ser central na fundação do grupo, alguns dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estão entre suas metas, afinal são todos indissociáveis. Entre eles: segurança alimentar; saúde e bem-estar; água potável e saneamento; resiliência e adaptação; parcerias e meios de implementação, entre outros. CEOs entendem que devem agir pela proteção da biodiversidade e em acordo com a demanda de novas gerações. –Business Insider

“Plant-friendly” Disney
No último dia 24 a Disney anunciou que incluirá 400 novas opções vegeterianas e veganas em menus do Walt Disney World e também da Disneyland. Os visitantes do primeiro encontrarão as opções já disponíveis a partir do dia 1 de outubro. Enquanto o segundo, a partir de março do próximo ano. –Fast Company

O futuro da carne
Aconteceu nos dias 4 e 5 de setembro, em São Francisco, a conferência do The Good Food Institute para aquecer o debate e as mentes sobre o futuro da carne. Especialistas, empreendedores, pesquisadores e demais profissionais estiveram reunidos para entender os rumos da tecnologia na alimentação e a substituição de proteínas animais convencionais. É possível assistir às sessões que aconteceram esse ano através desse link.

Consumo e Cultura.

NBA, masculinidade e o futuro da proteína
Fã de esportes e mirando atletas americanos como embaixadores da causa plant-based, Ethan Brown, fundador da Beyond Meat, não só acertou ao trazer grandes nomes do basketball americano como embaixadores de sua marca, mas também começou a mudar a percepção popular no que diz respeito ao consumo de carne animal e masculinidade. “Você sabia que os gladiadores — os quais todos nós podemos concordar, eram os atletas mais casca grossa já vistos — comiam, primariamente, feijão e cevada?” argumentou Brown, ao construir essa relação com os atletas que, para ele, representam os gladiadores modernos. –Sports Illustrated

Menos plástico no hortifruti
Na Espanha a rede de supermercados Carrefour encontrou as sacolinhas de algodão como alternativa às “convictas” sacolas plásticas na parte de frutas, verduras e legumes. A rede informou, também, que a parte de açougue e peixaria passam por inovações no que tange às embalagens. Segundo a própria rede Carrefour, a redução de plásticos pode chegar até 80% de uma só vez. –Razões para Acreditar

Leitura:
O império [nonsense] do molho de tomate chinês made in Italy

É o assunto no qual se aprofundou o francês Jean-Baptiste Malet ao pesquisar e escrever o livro O Império do Ouro Vermelho — a História Secreta de uma Mercadoria Universal. A obra expõe as nuances de um sistema alimentar regido pela globalização corporativa, pontua o site O Joio e o Trigo. “O autor parte daí. Foi na Provença natal, no Sul da França, que ele viu que alguma coisa estava muito errada na produção de molho de tomate. A fábrica local, uma cooperativa que abastecia boa parte do país, fora comprada por industriais chineses que, a partir de então, adotaram uma postura de afastamento e de falta de transparência”. –O Joio e o Trigo

Bens de Consumo Embalados e Restaurantes.

600 bilhões de copos de café são descartados ao ano, no mundo.
Contudo, estabelecimentos estão se antecipando para manter a demanda “on the go” de cidades como Nova York de forma responsável. A rede nova iorquina Think Coffe já começou a servir o café para viagem em copos retornáveis e reutilizáveis da marca HuskeeCup. Os copos compostos de plásticos reciclados e casca de café podem ser levados e trocados — mesmo que sujos — na próxima parada para um cafézinho. O programa se chama HuskeeSwap. –Ciclo Vivo

Primeiro restaurante lixo-zero de Nova York.
Mettā é o nome do novo endereço nova iorquino a encabeçar a lista de um seleto time disposto a gastar mais para ter um estabelecimento operando sem lixo e com emissões de cabornos neutralizadas. “É o Tesla dos restaurantes”, aponta o site The Spoon ao comparar os elevados preços de mercado dos carros elétricos e do restaurante que gastará até 800 dólares para reciclar um balde de óleo de cozinha. O restaurante localizado no bairro de Fort Greene no Brooklyn, que fechou as portas há pouco, reabrirá no futuro próximo com uma operação pensada primordialmente na redução dos impactos gerados não só por comida deixada no prato mas também, embalagens, eficiência energética, aproveitamento de alimentos inteiros, entre outros. –The Spoon

Agricultura.

Summit Agronegócio 2019
Acontece na primeira quinzena de novembro, em São Paulo, e trará tudo de mais relevante no contexto do agronegócio brasileiro e sua presença global. –Estadão Summit Agro 2019

Plantio urbano de clima controlado
A empresa Urban-Gro, de consultoria para agricultores urbanos, já se consolidou no Colorado como uma empresa que cultiva a cannabis ao mesmo tempo que promove sustentabilidade, automação e estandardização em agricultura de ambiente controlado. –Association for Vertical Farming

Somos um coworking de inovação, geração de conteúdo e networking para empresas e pessoas trabalhando por um sistema alimentar mais eficiente.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store