Segurança Alimentar, Empregos Verdes, Resiliência às Mudanças Climáticas — te mostramos tudo isso de dentro de um “Cubo”

Por: Ju Bechara| Fotos: Fran Parente

Dia 22 de setembro, 4 da tarde, dia de visitar o Paulo em sua fazenda.

Image for post
Image for post

Fran e eu saímos do Bioma numa terça-feira pandêmica de trânsito tranquilo. A viagem durou 10 minutos do Bioma Food Hub até a Fazenda Cubo, uma fazenda vertical indoor que fica na Rua Deputado Lacerda Franco, número 100.

Image for post
Image for post

O galpão intimista e convidativo “à la upstate New York” conta com pouco mais de 90 metros quadrados e pode ser visto e visitado por qualquer pessoa que estiver passando pela rua.

Image for post
Image for post

Quem passa a maior parte do tempo atrás do balcão é o próprio Paulo. Engenheiro ambiental atento aos movimentos alimentares relacionados ao bem-estar socioambiental, ele conta com a ajuda de três colaboradores e acaba cuidando de tudo um pouco — como todo bom empreendedor não é mesmo?! …


Como construir um Sistema Alimentar menos linear

Falar da nova economia circular para o plástico levantou a bandeira para retornarmos ao cerne da questão: os alimentos. Como podemos aplicar a economia circular à eles? …


E não é pelo motivo óbvio de termos que nos manter “de pé”.

Semana passada saiu a edição de setembro da Casa Vogue Brasil.

Seguindo o êxodo urbano que temos vivenciado nos últimos meses pandêmicos, a publicação abordou o tema êxodo como ponto de reflexão. E em meio a tantas inflexões, nosso nome (Bioma Food Hub) estrelou, de maneira sucinta, mas muito clara, a última página da edição. Aquela intitulada “last look”.

Um last look nunca fez tanto sentido para nós. Ficamos felizes em estar ali naquela edição. Uma edição sensível que, pela ótica da filósofa Viviane Mosé, mostra como a vida no campo ou na praia pode ser uma idealização se não soubermos agir de acordo com as premissas da sustentabilidade: sem destruir a nós mesmos e aos meios onde estamos inseridos. …


Image for post
Image for post

Como construir um Sistema Alimentar menos linear

Falar da nova economia circular para o plástico levantou a bandeira para retornarmos ao cerne da questão: os alimentos. Como podemos aplicar a economia circular à eles? …


Será o plástico o maior dos vilões? — por Bioma Food Hub

Nas premissas da economia circular, não.

Image for post
Image for post
Photo by Karolina Grabowska from Pexels

Seguindo essa linha de raciocínio, e dando continuidade às reflexões levantadas pelos nossos amigos da Food Ventures sobre embalagens e sustentabilidade, gostaria de começar parafraseando a fala da food designer Érica Araium: “eu sonho com uma paisagem saudável, sustentável e rica em biodiversidade … eu sonho também com o aproveitamento integral de tudo, com economia criativa e circular, e não só com a reciclagem e o reuso de materiais”.

Essa fala me impactou em um momento onde buscava inspiração para falar a respeito de um assunto tão complexo e tão urgente — e ela vai de perfeito encontro com o gancho deixado por Letícia ao pontuar a necessidade de olharmos para a embalagem desde a concepção do produto e não apenas na hora do descarte. …


por Food Ventures

Funções das embalagens — por Food Ventures

Foi-se o tempo em que as embalagens eram tidas apenas como algo de importância estética para chamar atenção dos clientes.

É claro que o design das embalagens ainda é um fator primordial para que o produto seja referência no mercado e atinja seu consumidor alvo, mas outras funções como segurança e conservação dos alimentos e preservação da vida em prateleira também são levadas em conta.

Além disso, as embalagens são o grande “carro chefe” de uma nova demanda: clean label. Derivada de um movimento atual onde procuramos consumir de forma mais saudável, eliminando alimentos ultraprocessados e embalagens que não são biodegradáveis, a tendência do clean label sugere rótulos simplificados para os produtos, com poucos ingrediente e sem nomes complicados. …


Com carinho, Bioma Food Hub

Escrevemos para nossos leitores, e os sentimentos são sinceros.

Image for post
Image for post

Antes que você leia a Newsletter, uma mensagem com carinho.

Andamos sumidos.
O último mês foi um pouco corrido, saímos da toca para acabar de ajustar detalhes em nosso espaço. Esperamos calma (e ansiosa) mente para receber a comunidade que lá dentro nascerá.

Não é fácil começar um novo projeto, que conta com um espaço físico e circulação de pessoas, no meio de uma pandemia. Sobretudo quando nascemos para falar de assuntos tão sensíveis à populações globais. Hoje, ao falarmos de comida, falamos muito de inovação, design, novas tecnologias, proteínas alternativas, “superfoods” e tudo que permeia a alimentação contemporânea. Contudo, falar de alimentação também é falar de política, de diferenças sociais, impacto ambiental, crenças e costumes. …


O promissor modelo de food delivery — parte 2

Seguindo a primeira parte de nossos textos em parceria com o Bioma Food Hub que falam das novas tendências para food delivery e food service, vamos desvendar um pouco mais sobre as cloud kitchens.

Vimos que esses estabelecimentos, também conhecidos como dark kitchens, foram popularizadas pelos Estados Unidos e funcionam como cozinhas montadas para delivery que também podem ser compartilhadas por diversos restaurantes, sem que um interfira no outro.

É um conceito que pode trazer muitos benefícios, visto que permite flexibilização no cardápio, a criação de novas marcas e ideias, e também a redução de custos com salão, decoração, garçons e outros atendentes. …


O promissor modelo de food delivery — Parte 1

O setor de restaurantes acabou sendo extremamente afetado pelo distanciamento social imposto pela COVID-19. Enquanto muitos desses restaurantes correram para se adaptar à nova realidade dos deliveries e da experiência dentro da casa do consumidor, existe uma parcela significativa de negócios para a gastronomia que só viu aumento de demanda e, consequentemente, prosperidade no modelo implementado.

Image for post
Image for post

Pardon my English, estou falando das famosas cloud kitchens — ou dark kitchens, como às vezes também são chamadas — . Termo emprestado do inglês (o qual remete às nuvens de armazenamento de dados, as quais não necessitam de um lugar físico para fazer o negócio acontecer), ele se refere às cozinhas montadas já com o foco em delivery e experiência dentro de casa. O foco das cloud kitchens é a comida, nada mais do que a comida. Enquanto muitos estabelecimentos do food service se empenham em entregar experiência no salão, as cloud kitchens se esforçam para entregar qualidade, rapidez e satisfação dentro da casa do consumidor. …


Por Augusto Terra (Food Ventures) em colaboração com Juliana Bechara Parente (BIOMA.foodhub)

Seguindo o excelente texto da semana passada e usando como base um texto do Michael Pollan, vamos refletir como a indústria de alimentos está exposta e pode evoluir no futuro.

Você sabia que a maioria dos novos empreendedores do Brasil estão na cadeia de alimentos? Quantas vez não ouvi a frase: “estou abrindo um negócio” (coloque aqui qualquer idéia que você tenha de uma empresa de alimentos), uma coisa é certa: as pessoas nunca vão ficar sem comer.

Dentro desta cadeia, o setor de Food Service é um dos mais atrativos para novos empreendimentos, ou era antes do Covid-19. Existem no Brasil 1.3 milhões de empresas de Food Service. De cada R$100 que o brasileiro gasta com alimentos, R$34 são fora de casa. …

About

BIOMA FOOD HUB

Somos um coworking de inovação, geração de conteúdo e networking para empresas e pessoas trabalhando por um sistema alimentar mais eficiente.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store